Homens e Mulheres.

 

Árdua Tarefa.

Parecia simples e, no entanto, o incômodo está instalado. Poderia não me pronunciar a respeito já que o Dia Internacional da Mulher não me seduz. Ao mesmo tempo, torna-se difícil escapar ao assédio, às perguntas e interpelações. Resisto e, finalmente, rendo-me aos apelos da reflexão. Afinal, não sou uma mulher qualquer. Se assim fosse, estaria diluída e volatilizada no anonimato. Mas, essa não é minha vida. Desde sempre, convivo com a evidência de minha presença no mundo. E o mundo em volta revela, desvela, anuncia e evidencia imagens e mitos que se fundem e se confundem com protótipos, fantasias e outras alegorias criadas para musas, divas e deusas. A sexualidade feminina é exaltada com ênfase em estereótipos e padrões de beleza ou de condutas idealizados para despertar êxtase, delírio e desatino. Não raro, situações prosaicas convertem-se em cenas toscas e grotescas nas quais homens e mulheres criam e frustram expectativas. Neste sentido, mulheres cegas costumam ser abordadas de forma pueril e dessexuada, tornando-se invisíveis na trama de erotismo e sedução. Pobres homens! Não sabem o que dizem e o que fazem, deixando fugidia e longínqua a sensualidade pulsante de fêmea e ninfa.

Elizabet Dias de Sá.

[ Página anterior ] [ Página principal ]

 

Estatísticas de visitas. Site externo.